em Artigos

O tema nunca foi tão atual como agora. A necessidade de implementar reformas estruturais no país é um problema de longa data e identificado por diferentes organizações.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico foi a última voz a elevar-se sobre esta questão, alertando para a necessidade de mudar estruturalmente o país ao mesmo tempo que se aposta num contínuo investimento.

No relatório apresentado, a OCDE apresentou um conjunto de políticas económicas que considera prioritária:

  • Necessidade de gerir as finanças públicas com “prudência”
  • Redução de barreiras à entrada em determinadas atividades
  • Redução de barreiras ao exercício de diversas profissões, nomeadamente limites impostos por ordens profissionais
  • Reduzir custos de burocracia
  • Melhorar as condições de concorrência

As mudanças não deverão ser apenas  implementadas nas áreas da política e economia. As organizações têm um peso igualmente significativo nesta transformação. Neste sentido, as empresas deverão apostar na implementação de práticas e estratégias que promovam uma transição faseada e adaptada à empresa.

A gestão da mudança organizacional não é fácil, mas é necessária. O primeiro passo será definir qual é a mudança e alinhá-la aos objetivos do negócio. Depois é importante avaliar o impacto que essas mudanças terão na vida da empresa e dos seus colaboradores.  Após estes passos é importante que a organização defina uma estratégia de comunicação e disponibilize formação que vá ao encontro dos objetivos pretendidos. Depois de todas estas etapas, há que analisar a mudança e avaliar o plano de mudanças.

 

E a sua empresa, está preparada para implementar mudanças organizativas?

 

Mais informação

Contacte-nos ou envie-nos as suas questões.

Outras Publicações

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar