em Artigos

A aproximação do fim das moratórias tem sido uma preocupação crescente junto das empresas, sobretudo junto das PME.  O Governo vai disponibilizar garantias de até 25% dos créditos em moratória, de forma a ajudar a evitar a reestruturação de dívidas entre as empresas e a Banca.

 

Na prática, o Executivo quer criar condições para que as empresas dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19 tenham mais tempo para recuperar liquidez financeira. Esta medida deverá beneficiar mais de 24 mil empresas que têm créditos suspensos pelas moratórias.

 

É importante referir que para acederem às medidas, as empresas terão de apresentar quebras de faturação iguais ou superiores a 15% e não poderão ainda ter retomado o nível de faturação de 2019. Além disso, a empresa terá de assinar um acordo individual com o banco quanto a uma eventual reestruturação do crédito que exija mais carência ou uma extensão do prazo.

 

De acordo com a informação divulgada pelo Governo, esta medida irá abranger todas as empresas do setor do turismo, parte do comércio não alimentar, cultura, entretenimento e indústria transformadora.

 

Ainda não são conhecidos mais pormenores dado que os bancos irão ainda analisar os pormenores da medida e avaliar as condições da sua aplicação prática

 

Com o agravamento das medidas, o prolongamento de pandemia e o fim das moratórias, será inevitável que muitas empresas de pequena e média dimensão continuem a sentir sérias dificuldades financeiras. Apoiamos as empresas na elaboração de um plano de contingência e adoção de todas as medidas necessárias para assegurar o financiamento à continuidade das operações e ao crescimento futuro do negócio.

 

Mais informação

Estamos disponíveis para conversar consigo e ajudar a sua empresa

Outras Publicações

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar