em Artigos

Quando pensamos em Inteligência Artificial, talvez a primeiras ideias que nos assola são os filmes de ficção científica onde existem mundos fantásticos, com mecanismos e softwares com inteligência similar à do ser humano. Até aqui, nada de estranho. O problema está no facto de continuarmos a acreditar que esse mundo continua a pertencer às salas de cinema e que vivê-lo será apenas num futuro longínquo.

A verdade é que a Inteligência Artificial é bem mais real do que pensamos e já vai estando presente em muitas empresas portuguesas. De acordo com as conclusões do Barómetro de Tendências Globais da Vodafone, as empresas portuguesas mostram-se otimistas face à entrada dos sistemas inteligentes ao ambiente de trabalho e acreditam que esta mudança criará novos postos de emprego e, por conseguinte, melhorará a vida dos portugueses. No entanto, ainda não estão a cumprir os prazos de implementação.

Mas não são apenas as empresas que se mostram entusiasmadas com a entrada da Inteligência Artificial no mercado de trabalho, os colaboradores também reconhecem que estas alterações trarão mais equilíbrio. No entanto, esta transformação no trabalho significa necessidade de investimento nas competências digitais.

De salientar que mais de metade das empresas inquiridas revelaram que as competências dos colaboradores estão a ficar obsoletas revelando assim a necessidade de reforçar uma aprendizagem contínua.

Os Recursos Humanos é uma das áreas onde a inteligência artificial já se faz sentir, com especial destaque, para os processos de recrutamento. Por exemplo, gigantes como IKEA, Auchan, L´Oreal e até Microsoft são empresas que recorrem a robôs para a contratação dos seus colaboradores.

Estarão também as PME´s portuguesas preparadas para estas mudanças?
Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar